Stilus outro

Serra de Maracaju foi tema de palestra realizada por Raquel Naveira na ACL

Por Redação em 16/09/2020 às 17:11:49

Serra de Maracaju- Foto: ACL

Divide o estado de Mato Grasso do Sul em dois: a oeste da capital, Campo Grande; a Leste, ficam os campos do cerrado, enquanto se inicia a oeste o Pantanal sul-mato-grossense. As maiores altitudes alcançam 750 metros, nas proximidades dos municípios de Aquidauana. É formada basicamente por arenito. Entre Campo Grande e Corumbá há grandes paredões de arenito..

Essa serra entra no estado de Mato Grosso do Sul, vinda do Paraguai.

Por que falo aqui dessa serra?!

A Serra de Maracaju na Literatura foi tema da palestra proferida pela renomada professora, poeta, cronista, escritora, e nossa Confreira Raquel Naveira, na Academia Cristã de Letras, a qual ocupa a Cadeira 7, cujo Patrono é Castro Alves, meu Poeta do coração!

Raquel é uma dessas mulheres que não se contenta em passear perfunctoriamente sobre determinado tema. Ela se lança de corpo e alma: pesquisa, estuda profundamente, volve seu olhar para a fibra mais sutil para, somente, ao depois, escrever e opinar sobre o assunto objetivado!

Assim são suas inúmeras e elucidativas crônicas, onde a prosa poética fala alto, nos encantando e seduzindo por suas magníficas metáforas, plenas de sabedoria e conhecimento!

Quando foi convidada a palestrar em uma de nossas Tertúlias da Academia Cristã de Letras, (16/08/2020), ela elegeu o tema: A Serra de Maracaju na Literatura, tema, aliás, que já havia sido abordado no Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, sua cidade natal, sobre a qual já cantou e nos encantou em seus versos pungentes!

Curiosa, fui atrás dessa Serra e, para minha surpresa, eis que também eu já tinha sido seduzida por esta, quando estive lá no Pantanal, há alguns anos!

Realmente, encantadora, com um quê de mistério e permeada de histórias que passam por nossa própria história, como a Guerra da Tríplice Aliança e da Revolução Constitucionalista de 32.

Raquel inicia sua palestra, falando das queimadas no cerrado que, lamentavelmente, atingiu a Serra de Maracaju este ano... Todavia, como mato-grossense que se preza, prosseguiu em sua palestra e nos fez caminhar juntos pela Serra de forma poética e com seu coração de filha da terra, relatando a visita de escritores, como Guimarães Rosa, em 1952 que, após percorrer diversas cidades, como Sanga Puintã, Ponta Porã, Campo Grande, Aquidauana, chegou ao pé dessa Serra que o fascinou sobremaneira!

Lembra ainda Visconde de Taunay que marcou sua passagem com a obra A Retirada de Laguna, relatando sua história de amor pela índia Antonia e o célebre romance Inocência, tido como Romance Símbolo de Mato Grosso do Sul.

Cita também os irmãos Manoel de Barros (poeta) e Abílio (escritor), nascidos em Cuiabá, Mato Grosso, bem como os músicos Almir Sater e Paulo Simões os quais se inspiraram nessa encantadora Serra.

E, como nada é por acaso nesta vida, eis que fiquei sabendo que haverá uma nova versão da novela PANTANAL, (exibida em 1990), onde, Almir Sater atuou lindamente e nos presentou com suas sempre benvindas canções!

Manoel de Barros, Poeta que inventou seu Pantanal, tinha uma fazenda de onde se avistava a Serra do Maracaju, com suas gargantas imponentes!

Carandás cambarás e uma infinidade de plantas aquáticas nas vazantes e corixos (pequenos rios).

Ah, não há como não se deixar atrair por esse monumento, criado por Deus, na voz forte, eivada de patriotismo e de amor a sua terra, de Raquel Maria Carvalho Naveira, nossa RAQUEL NAVEIRA!

https://academiacristadeletras.org.br/publicacoes/artigos/serra-de-maracaju.html


Fonte: Frances de Azevedo - Secretária da ACL - Cadeira 39

Queimada