Stilus outro

Andrés Sanchez detona arbitragem de Corinthians x Grêmio: "Bizarra"

Por Redação em 23/11/2020 às 15:26:45

Prestes a deixar o comando do Corinthians, o presidente Andrés Sanchez detonou a arbitragem após o empate em 0 a 0 com o Grêmio, no último domingo, 22, na Neo Química Arena, em partida realizada pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de questionar alguns lances polêmicos, o mandatário informou que entrará com um ofício na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e afirmou que o juiz Caio Max Vieira não apitará mais jogos do Timão.

"Tivemos mais uma arbitragem bizarra na Neo Química Arena. Um juiz despreparado não pode apitar um jogo do tamanho de um clássico nacional como é Corinthians e Grêmio. A quantidade de erros que ele teve é inadmissível: não deu o segundo amarelo para o Darlan, expulsou o Marllon em um lance discutível e não deu pra nós a falta no lance que terminou com a expulsão do Otero. Eu achei que já tinha visto de tudo contra Sport e América, a falta de critério no pênalti, mas é pior. O nível é horroroso. Amanhã, entraremos com ofício na CBF relatando todos estes erros. O torcedor quer respeito. Esse Caio Max Vieira não apita mais jogos do Corinthians", disparou.

O Corinthians sentiu-se prejudicado após o gremista Darlan, ainda no começo do jogo, não receber o segundo cartão amarelo após uma entrada forte. Na sequência, o árbitro da partida decidiu dar um vermelho direto após uma falta por cima. O Timão, que jogou boa parte com um homem a menos, perdeu outro jogador na segunda etapa em lance polêmico – Otero, que foi expulso, teria recebido falta no começo da jogada.

Leia também

Palmeiras informa lesão e Luiz Adriano vira baixa na Libertadores

Contra o Grêmio, Corinthians empata com dois jogadores expulsos

Em casa, Internacional perde para o Fluminense de virada

Na súmula, Caio Max Vieira relatou insultos por parte de dirigentes corintianos. "Informo que no intervalo da partida enquanto a equipe de arbitragem se dirigia para o vestiário, dois diretores do S.C. Corinthians paulista, identificados como os senhores Eduardo Almgren Ferreira e Jorge Angle Kalil, gritavam insistentemente em nossa direção as seguintes palavras: "vocês estão caindo na pressão deles, seus covardes'", relatou.Com o resultado, o Corinthians permanece na luta contra o rebaixamento, ocupando a 13ª posição no Brasileiro e ficando com dois pontos a mais do primeiro time dentro da zona da degola. O próximo jogo do time de Vagner Mancini está marcado para a próxima quarta-feira, 25, diante do Coritiba, um concorrente direto.

Fonte: Gazeta

Comunicar erro

Comentários

Queimada