Divida

Ibovespa supera os 128 mil pontos e bate recorde; dólar cai a R$ 5,14

Por Redação em 01/06/2021 às 18:53:07

O Ibovespa, referência da Bolsa de Valores brasileira, atingiu novo recorde nesta terça-feira, 1º, com o bom humor no mercado financeiro após a divulgação do crescimento de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, acima do esperado pelos analistas. O pregão fechou aos 128.267 pontos ao registrar avanço de 1,63%. Desde o início do ano, o Ibovespa acumula alta de 7,8%. Este foi o terceiro dia seguido que o principal indicador da B3 renova a máxima histórica. O pregão desta segunda-feira, 31, fechou com alta de 0,52%, aos 126.215 pontos. O dólar também foi fortemente influenciado pela euforia local e encerrou o dia com queda de 1,51%, cotado a R$ 5,146 depois de alcançar a máxima de R$ 5,208 e a mínima de R$ 5,143. Este é o menor valor do câmbio desde 21 de dezembro, quando a moeda norte-americana encerrou a R$ 5,122. Com o resultado desta terça, o real passa acumular valorização de 0,8% em 2021.

O PIB brasileiro cresceu 1,2% no primeiro trimestre, na comparação com os três últimos meses de 2020. O desempenho veio acima do esperado pelo mercado, que projetava alta abaixo de 1%. Com o resultado, a economia brasileira voltou ao patamar do quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia, mas ainda está 3,1% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do país, alcançado no primeiro trimestre de 2014. Em valores correntes, o PIB, que é soma dos bens e serviços produzidos no Brasil, chegou a R$ 2,048 trilhões. Este foi o terceiro resultado positivo na comparação com o trimestre imediatamente anterior, mas aponta a desaceleração das atividades. Nos últimos três meses de 2020, o PIB registrou alta de 3,2%, enquanto a economia expandiu 7,8% no terceiro trimestre do ano passado, segundo dados revisados pelo IBGE. O resultado reforçou o clima de otimismo com a recuperação da economia e fez com que analistas revisem a alta do PIB para 5,5% em 2021.

Os indicadores brasileiros também foram impulsionados pelo bom humor internacional com resultados positivos da produção industrial na zona do Euro, além da retomada dos mercados nos Estados Unidos e no Reino Unido após os feriados locais nesta segunda-feira. A alta do petróleo em meio ao encontro da Opep para discutir o aumento do fluxo de petróleo global, além da sequente alta do minério de ferro, também deram sustento para o desempenho do mercado doméstico.

Fonte: JP

Comunicar erro

Comentários

Stilus outro