Divida

Adiar mais a 2ª dose é efetivo com a AstraZeneca; saiba o melhor intervalo

Por Redação em 29/06/2021 às 09:43:51

O estudo, desenvolvido pela Universidade de Oxford, aponta que quando o intervalo entre as duas primeiras doses é de 45 semanas – cerca de dez meses – os níveis de anticorpos s√£o até quatro vezes mais elevados do que com um período intermedi√°rio de 12 semanas.

“Esta é uma notícia tranquilizadora para os países com menor fornecimento de vacinas, que podem estar preocupados com atrasos no fornecimento de segundas doses para suas popula√ß√Ķes”, disse Andrew Pollard, diretor de testes de vacinas da Oxford, em comunicado.

De acordo com a pesquisa, os níveis de anticorpos permanecem elevados em rela√ß√£o à linha de base por pelo menos um ano após uma única dose, representando uma resposta imunológica “robusta e duradoura”, disse Mene Pangalos, diretor da AstraZeneca. Além disso, o estudo observa que dar uma terceira dose pelo menos seis meses depois aumentaria os anticorpos seis vezes e ofereceria maior imunidade contra as variantes Alfa (detectada pela primeira vez no Reino Unido), Beta (na √Āfrica do Sul) e Delta (na Índia).

No entanto, os autores do estudo observam que “ainda n√£o se sabe se as inje√ß√Ķes de refor√ßo ser√£o necess√°rias”, seja em resposta à imunidade diminuída ou para fortalecer a prote√ß√£o contra as variantes de risco. Em rela√ß√£o aos efeitos adversos da vacina da AstraZeneca, resultados preliminares de pesquisas indicam que s√£o “bem toleradas”, com incidência menor após a segunda e terceira doses do que após a primeira.

Combinação de imunizantes

Além disso, a Universidade de Oxford apresentou ontem um estudo em que uma melhor resposta imunológica foi alcan√ßada por meio de esquema misto de vacina√ß√£o contra a covid-19. De acordo com a pesquisa, uma dose da Pfizer, aplicada quatro semanas após a da AstraZeneca, produz melhores respostas imunológicas se comparada à aplica√ß√£o de duas doses desse último laboratório. A pesquisa foi feita com 830 pessoas, que receberam as doses das vacinas em um intervalo de quatro semanas.

Segundo o estudo chamado Com-COV, esquemas mistos de duas doses das vacinas Pfizer e AstraZeneca, em qualquer combina√ß√£o, produziram altas concentra√ß√Ķes de anticorpos contra a proteína spike do coronavírus. A Pfizer foi a vacina que ofereceu maior resposta de anticorpos nas pessoas que tomaram duas doses. J√° os esquemas mistos ofereceram melhores resultados em rela√ß√£o à aplica√ß√£o de duas doses da AstraZeneca.

Os resultados podem servir de suporte para alguns países europeus, que come√ßaram a oferecer alternativas à AstraZeneca após a vacina ser associada a casos raros de co√°gulos sanguíneos De acordo com o professor Matthew Snape, que participou da pesquisa, a descoberta pode ser usada para oferecer flexibilidade, mas ainda é cedo para recomendar uma mudan√ßa mais ampla no programa de vacina√ß√£o.

“De fato é encorajador que essas respostas a anticorpos e células T pare√ßam boas com os cronogramas mistos, mas acho que o padr√£o deve permanecer, a n√£o ser que haja uma boa raz√£o para mudan√ßa, j√° que comprovadamente o esquema atual funciona”, diz.

(Com Agências Internacionais)

Fonte: Banda B

Comunicar erro

Coment√°rios

Stilus outro