Governo busca reconhecimento federal da situação de emergĂȘncia nos 79 municĂ­pios devido a estiagem

Por Redação em 03/01/2022 às 19:52:42

O Governo do Estado busca o reconhecimento federal do decreto de situação de emergência nas 79 cidades do Estado, em função da seca e da estiagem, que será publicado amanhã (04), no Diário Oficial do Estado. Para dar encaminhamento a esta solicitação foi feita uma reunião nesta segunda-feira (03), com representantes do Ministério da Agricultura, por meio de videoconferência.

Representando Mato Grosso do Sul, o titular da Semagro, o secretário Jaime Verruck, apresentou o relatório feito pela Aprosoja, Famasul e Cemtec (Centro do Monitoramento do Tempo e do Clima de MS) sobre a necessidade do decreto de emergência no Estado.

Secretário Jaime Verruck (Foto: Edemir Rodrigues/Arquivo)

“Apresentamos o relatório sobre a importĂąncia deste decreto que será publicado amanhã (03) pelo governador, que precisa do reconhecimento do Governo Federal, para que se abra a possibilidade de prorrogação de parcelas de financiamentos do setor produtivo, assim como renegociação do Proagro e seguro agrícola”, explicou o secretário.

Verruck destacou que a reunião também contou com os secretários de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, que também buscam este aval da União. “Uma das solicitações foi que o governo (federal) aceite os decretos estaduais dos quatro estados”.

O secretário adiantou que o Estado fará uma avaliação de quantos produtores rurais são cobertos por seguro agrícola em programas como Proagro (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária) e Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), assim como um levantamento sobre nível de perda da safra de soja, em função da estiagem.

Secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna (Foto: Saul Schramm)

“Temos que saber o tamanhão do impacto (safra de soja). Lembrando que a estimativa é de 12.770.000 toneladas. A primeira medida importante já foi tomada pelo Estado que é decretar situação de emergência em todas as cidades do Estado”, disse Verruck.

O secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna, também lembrou que o Monitor de Seca da ANA (Agência Nacional de Água) indica que todos os municípios de Mato Grosso do Sul estão enfrentando seca de moderada a extrema. “As chuvas estão entre 40 a 50% abaixo da média histórica e a tendência é essa situação perdurar até março”.

Leonardo Rocha, Subcom
Foto Capa: Chico Ribeiro/Arquivo

Fonte: Governo - MS

Comunicar erro

ComentĂĄrios

Sidro Nina Central