Riedel destaca parcerias para que MS se torne o 1º do país em saneamento

No primeiro ano de operação, a MS Pantanal ligou mais de 4,7 mil moradias à rede de esgoto

Por Redação em 13/05/2022 às 18:00:40
Eduardo Riedel Foto: Divulgação

Eduardo Riedel Foto: Divulgação

O pré-candidato do PSDB ao Governo do Estado, Eduardo Riedel, afirma que a PPP (Parceria Público Privada) que prevê investimentos de R$ 1 bilhão, em Mato Grosso do Sul terá papel fundamental nos próximos anos.

Ele alega que a parceria vai levar até 2031, mais de 1,7 milhão de pessoas a ter acesso ao saneamento básico, o 1º do país a universalizar o serviço.

"Saneamento básico é sinônimo de dignidade. Nos últimos sete anos avançamos muito neste aspecto. Mas ainda há muito a ser feito. Por isso, a parceria com a iniciativa privada terá um papel fundamental nos próximos anos para atingirmos todas as famílias sul-mato-grossenses com a universalização do serviço", disse Eduardo.

Ele cita como exemplo de parcerias a "Ambiental MS Pantanal" e o Grupo Aegea, que completou um ano de operação no Estado. Desde maio de 2021, com o início da chamada "operação plena" da PPP, mais de 15 mil sul-mato-grossenses já foram conectados à rede coletora de esgoto.

A companhia está presente nos 68 municípios onde a Sanesul já atua e tem a meta de universalizar o saneamento básico no estado, ao lado da estatal, até 2031.

No primeiro ano de operação, a MS Pantanal ligou mais de 4,7 mil moradias à rede de esgoto. No mesmo período, foram realizados 12,8 mil serviços de desobstrução, para que o esgoto possa fluir com segurança até as estações de tratamento.

Foram feitos mais de 5 mil serviços preventivos na rede e 22,7 mil serviços preventivos nas estações elevatórias que fazem parte da estrutura.

"A PPP surgiu com a meta de acelerar os investimentos para que o estado atinja a universalização do saneamento básico dentro da próxima década", disse Eduardo Riedel.

Fonte: O Pantaneiro

Comunicar erro

Comentários