Indígenas da aldeia Guassuty recebem 274 toneladas de calcário por meio do Proacin

Os resultados esperados são o aumento da produtividade e o fortalecimento da agricultura familiar

Por Redação em 28/05/2022 às 07:32:57

A Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) entregou 274 toneladas de calcário dolomítico para a Aldeia Indígena Guassuty, área habitada pelas etnias Guarani e Guarani Kaiowá, no município de Aral Moreira (MS). A iniciativa integra as ações do Programa de Apoio às Comunidades Indígenas de Mato Grosso do Sul (Proacin).

De acordo com o extensionista rural da Agraer de Aral Moreira, José dos Santos Bóia, a distribuição gratuita do calcário aos produtores indígenas busca corrigir a acidez e o pH do solo visando a recuperação e conservação da terra da comunidade. "Os resultados esperados são o aumento da produtividade e o fortalecimento da agricultura familiar", detalhou o técnico.

Segundo a Secretária Municipal de Desenvolvimento, Andressa Mioranza, a Prefeitura Municipal oferecerá todo o suporte para que os agricultores indígenas possam preparar e corrigir o solo com a distribuição do calcário e as gradagens (aradora e niveladora), com o objetivo de incorporar o calcário.

A entrega foi realizada nos dias 18 e 19 maio. "Este é um auxílio importante para o agricultor indígena que muitas vezes não dispõe de recursos suficientes para investir na correção do solo", destacou o coordenador do Regional Agraer Ponta Porã, Antônio Carlos Peixoto de Oliveira.

Fládima Christofari, com informações dos extensionistas José dos Santos Bóia e Antônio Carlos Peixoto de Oliveira

Fotos: José dos Santos Bóia e Antônio Carlos Peixoto de Oliveira

Fonte: Gov. MS

Comunicar erro

Comentários

Sidro Nina Central