Stilus outro

Brasil cria 277 mil empregos formais em maio, diz Ministério do Trabalho

Por Redação em 28/06/2022 às 13:20:25

O Brasil registrou um saldo de 277 mil vagas de emprego formais criadas em maio, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência nesta terça, 28. O número representa a diferença entre as 1.960.960 admissões e 1.683.942 desligamentos ocorridos no mês. É uma melhora em relação a abril, que teve a criação de 197,4 mil novas vagas, e também em comparação com maio de 2021, no qual 266,3 mil empregos com carteira assinada foram criados. No acumulado do ano, no entanto, há uma piora em relação a 2021: nos primeiros cinco meses de 2021, o saldo positivo é de 1,05 milhão de vagas, enquanto no ano anterior, foi de 1,16 milhão. No total, o Brasil tem 41.729.858 empregos com carteira assinada, de acordo com o Caged.

Todos os setores da economia tiveram saldo positivo de contratações, com destaque para o de serviços, que criou 120.294 vagas. Na sequência, apareceram comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (47.557 novas vagas), indústria geral (46.975), agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (26.747) e construção (25.341). Da mesma forma, todas as regiões do país registraram crescimento, lideradas pelo Sudeste (147.846 novos empregos, aumento de 0,69%), seguido por Nordeste (48.847 empregos, aumento de 0,73%); Centro-Oeste (33.978 empregos, aumento de 0,94%); Sul (25.585 empregos, aumento de 0,33%) e Norte (16.091 empregos, aumento 0,82%). O salário médio de admissão foi de R$ 1.898,02, uma queda de R$ 18,05 (0,94%) em relação a abril. O único setor que teve variação positiva nessa estatística foi a construção, enquanto os outros quatro apresentaram queda.

Fonte: JP

Comunicar erro

Comentários

Rio Brilhante Coleta Seletiva