Stilus outro

Twitter cria aba sobre eleições no Brasil com informações e serviços do TSE

Por Redação em 20/07/2022 às 12:52:19
Plataforma reunirá publicações feitar por fontes confiáveis, como a Justiça Eleitoral, jornalistas e especialistas. Etiqueta identificará conteúdo com desinformação. Rede social passa a ter espaço com informações da eleição no Brasil

Reprodução

A partir desta quarta-feira (20), o Twitter disponibiliza uma espaço na rede social com informações sobre as eleições do Brasil, marcadas para outubro - 1º turno no dia 2 e, caso necessário, o 2º turno ocorre no dia 30.

Eleições: convenções partidárias começam nesta quarta-feira (20)

A aba "Eleições 2022" trará conteúdo feito pelo Tribunal Superior Eleitoral, canais de mídia, jornalistas e especialistas que acompanham o tema. O objetivo é ampliar ao público conteúdos de fontes confiáveis.

Haverá também transmissões ao vivo, espaços com discussões e análises eleitorais, listas com as contas confiáveis que escrevam sobre eleições e notícias voltadas para os pleitos estaduais. Após acordo de cooperação com a Justiça Eleitoral, conteúdos do TSE terão destaque para informar a população.

Eleições 2022: Conheça os pré-candidatos à Presidência

"Ativamos no começo do ano avisos em busca. O twitter tem ferramenta para que determinadas palavras-chaves pesquisadas, nós mostramos avisos e trazemos informação com texto e link", afirma Daniele Fontes, líder de políticas públicas para o Twitter no Brasil.

Desde 1º de janeiro deste ano, a rede social soma 44 milhões de tweets sobre as eleições brasileiras, que ocorrem daqui 74 dias. É a 2ª eleição mais comentada, atrás apenas da Colômbia, que teve 65 milhões de interações em todo o mundo e já encerrada.

Juízes eleitorais defendem urnas eletrônicas após Bolsonaro atacar sistema em evento com embaixadores

Outra ferramenta serão Moments, compilado de informações e postagens sobre determinado tema, agrupado pelo próprio Twitter. Segundo pesquisa com usuários, 73% apontam que os Moments melhoram a experiência na rede.

"O nosso time de curadoria está focado para que a informação checada, produzida por fontes confiáveis, chegue a mais pessoas. Ao detectar qualquer conversa que seja relevante e que esteja ganhando corpo, começamos a buscar as fontes confiáveis para entender o que elas estão falando para que informação chegue a mais pessoas", afirma Leandro Mota, responsável pela curadoria na América Latina.

Em conjunto com a aba Eleições 2022, a rede social terá emojis específicos para a interação com o período eleitoral. Uma figurinha aparecerá ao lado das hashtags #Eleições2022, #VoteConsciente e #ProjetoEleição.

Selo sobre desinformação

O Twitter atuará para informar os usuários sobre conteúdos com potencial de apresentar notícias falsas. Etiquetas aparecerão em tweets com suposta desinformação, como ocorreu durante a pandemia da covid-19.

"Ao clicar em saiba mais, as pessoas podem ser direcionada para moments com jornalistas, especialistas que esclarecem o motivo pelo qual determinada narrativa é enganosa", diz Daniele Fontes.

Eleição de 2022 terá campanha mais curta desde 1994

A rede social pretende divulgar em novembro o total de mensagens sinalizadas com o selo. Contudo, não será contabilizada a quantidade em cada perfil específico.

Esta ferramenta está disponível no Twitter desde abril e é visível para todos os usuários. Os porta-vozes não informaram se já houve registro de algum candidato no país que tenha tido postagens indicadas como possível desinformação.

Estudos divulgados pela rede social nesta quarta indicam para 5,7 mil conversas contextualizadas ao dia de janeiro até 15 de julho, um total de 9,9 milhões de publicações.

Fonte: G1

Comunicar erro

Comentários

Rio Brilhante Coleta Seletiva