Polícia Civil prende empresårio suspeito de furtar energia elétrica em Campo Grande

A subtração de energia atinge a sociedade de forma direta

Por Redação em 15/05/2024 às 12:03:53
Foto: PC-MS

Foto: PC-MS

Na Ășltima quarta-feira (14), a PolĂ­cia Civil, por intermédio da 3ÂȘ Delegacia de PolĂ­cia de Campo Grande, deflagrou Operação de combate ao furto de energia elétrica, resultando na prisão de um empresĂĄrio. Segundo consta, nas primeiras horas do dia, a equipe investigativa da 3ÂȘ DP, com apoio da Energisa, realizou fiscalização em residĂȘncias e comércios no Bairro Estrela D"alva, nesta capital, constatando furto de energia em duas residĂȘncias e dois comércios da região.

Durante a operação, um empresĂĄrio de 50 anos, proprietĂĄrio dos imóveis, foi preso em flagrante. Os levantamentos apontaram que as casas e um ponto comercial eram destinados ao aluguel, enquanto no segundo imóvel comercial funcionava um estabelecimento destinado ao fornecimento de alimentos, sendo constatado o desvio de energia em todos os imóveis pela concessionĂĄria e PerĂ­cia técnica.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao empresĂĄrio, que foi encaminhado à 3ÂȘDP para a tomada das providĂȘncias flagranciais. A subtração de energia atinge a sociedade de forma direta, considerando que, por ser realizada de forma artesanal, pode ocasionar incĂȘndios ou explosões, colocando em risco a população.

Além disso, releva prejuĂ­zo aos demais consumidores, através do aumento de energia em decorrĂȘncia da reposição de perdas decorrentes das fraudes

A PolĂ­cia Civil esclarece que a ligação clandestina de energia elétrica, seja àquela realizada diretamente na fiação ou mediante fraude no contador, constitui crime, nos termos dos Arts. 155 ou 171 do Código Penal, podendo ocasionar a prisão em flagrante daquele que o cometer.

Fonte: PC/MS

Tags:   Geral
Comunicar erro
Funcerb RB

ComentĂĄrios