4 situações para usar a imaginação como ferramenta de transformação

Quando somos criança, é comum e até esperado que tenhamos mais imaginação.

Por Redação em 09/08/2022 às 11:11:56

Foto: Assessoria

O cérebro não reconhece a diferença entre o pensamento e a realidade. É por isso que a imaginação se torna uma ferramenta poderosa para realizar sonhos e objetivos. Foi provado por meio de estudos em atletas que quando eles faziam a prova na mente deles, certas áreas do cérebro eram ativadas como se estivessem de fato vivendo aquela experiência na realidade.

Quando somos criança, é comum e até esperado que tenhamos mais imaginação. Mas, infelizmente, quando crescemos, isso começa parecer um processo infantil. Na minha experiência profissional, o poder de imaginar coisas positivas pode ser a resposta para uma vida mais colorida e com maiores realizações.

  • Quando o foco é ter uma vida próspera, e visualizamos o que desejamos, o nosso cérebro vai buscar meios de fazer isso acontecer. Lembre-se sempre de que a visualização precisa ser como se você já estivesse vivendo e desfrutando a vida que almeja e nunca como se isso fosse acontecer no futuro. Se você tivesse liberdade financeira agora, como passaria o seu tempo, com quem estaria? Sinta agora e no corpo as emoções.
  • Ter um relacionamento feliz, independentemente de você estar num relacionamento ou não. Você quer alguém para compartilhar a sua vida, os seus sonhos, os seus momentos, você quer um amigo (a). Se você tivesse esse relacionamento agora, como seria?
  • O nosso corpo físico é uma manifestação de como nossa mente funciona. Se queremos um corpo mais magro, mais forte, mais saudável... é sempre na mente que começamos a mudar. Na hora da visualização, veja o corpo do jeitinho que deseja e sinta as emoções quando percebe.
  • Saúde emocional é algo construído: pode e deve ser treinado. A imaginação usada durante a visualização vai disparar mecanismos de cura e reequilíbrio.

Eu poderia trazer aqui inúmeros exemplos de como fabricamos a nossa realidade com a nossa mente. Por exemplo, o nadador Michael Phelps, um dos maiores atletas do mundo, sempre fez uso das técnicas de visualização para alcançar os objetivos. Phelps, quando estava na piscina em busca de uma medalha, já sabia o que iria acontecer: ele imaginava as dificuldades que encontraria no caminho e superava todas elas antes mesmo de acontecerem. A mente era treinada.

A verdade é que temos mais poder do que imaginamos. E sim, podemos moldar a vida como sonhamos. O que acontece muitas vezes é que imaginamos algo por um tempo e desistimos. É preciso persistência e estar atento aos sinais que a mente enviará como resposta para que as coisas aconteçam. Não espere pelo milagre, provoque-o!

Jay Schneider é psicóloga, escritora, coach, mentora e autora do livro "Caroline e seus Mundos".

Fonte: Genielli Rodrigues

Rio B Fevereiro