Cenoura, pepino e abrobinha puxam a inflação em janeiro; veja os itens que mais subiram

Por Redação em 09/02/2022 às 11:27:47

Os produtos do campo, principalmente as frutas e verduras, lideraram a alta de 0,54% da inflação em janeiro, o maior registro para o mês desde 2016. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) perdeu fôlego ante o avanço de 0,73% em dezembro, mas na soma de 12 meses acelerou para 10,38%, ante 10,06% no mesmo período imediatamente anterior. O resultado da inflação de janeiro foi puxado pela alta de 1,11% dos alimentos e bebidas, influenciado pelo avanço de 1,44% da alimentação no domicílio. No setor, os principais destaques ficaram com as carnes (1,32%) e as frutas (3,4%). Além disso, os preços do café moído (4,75%) subiram pelo 11º mês consecutivo, acumulando alta de 56,87% nos últimos 12 meses. Outros destaques foram a cenoura (27,64%), a cebola (12,43%), a batata-inglesa (9,65%) e o tomate (6,21%). Já os principais recuos foram registrados nos preços do arroz (-2,66%), do frango inteiro (-0,85%) e do frango em pedaços (-0,71%).

Os 50 itens que mais subiram em janeiro, em %

CENOURA27,64
PEPINO26,23
ABOBRINHA22,83
LARANJA-BAÍA14,90
CEBOLA12,43
COUVE-FLOR12,21
BANANA-PRATA11,73
INHAME11,07
AÇAÍ (EMULSÃO)10,86
CARTÓRIO10,51
ALFACE10,35
BATATA-INGLESA9,65
GOIABA8,90
TUBÉRCULOS, RAÍZES E LEGUMES8,70
BRÓCOLIS8,59
HORTALIÇAS E VERDURAS8,10
REPOLHO8,10
BANANA-MAÇÃ7,43
MORANGO6,50
JORNAL DIÁRIO6,35
COUVE6,22
TOMATE6,21
COLORAU6,19
OUTRAS BEBIDAS ALCOÓLICAS5,21
TANGERINA5,11
CHEIRO-VERDE5,05
CAFÉ MOÍDO4,75
ARTIGOS DE MAQUIAGEM4,46
MANGA4,39
ABACAXI4,15
PEIXE-CORVINA4,08
BANANA-D"ÁGUA4,06
PÃO DE FORMA3,90
CAFEZINHO3,86
REFRIGERADOR3,83
BRINQUEDO3,71
FARINHA DE MANDIOCA3,65
ALIMENTO INFANTIL3,62
CONTRAFILÉ3,46
SEGURO VOLUNTÁRIO DE VEÍCULO3,45
PRODUTO PARA PELE3,45
FRUTAS3,40
PERA3,36
MELÃO3,15
GÁS ENCANADO3,13
COMBO DE TELEFONIA, INTERNET E TV POR ASSINATURA3,03
FISIOTERAPEUTA2,89
ELETRODOMÉSTICOS E EQUIPAMENTOS2,86
MÓVEL PARA COPA E COZINHA2,85
FOGÃO2,83

Leia também

Consolidação fiscal é a melhor resposta para combater a inflação, defende secretário de Guedes Vendas no varejo sobem 1,4% em 2021 e registram o 5º ano seguido de alta

Fonte: JP

Comunicar erro

Comentários

Sidro Nina Central