C√£o morre de hipotermia na madrugada e tutores s√£o presos pelo crime de manh√£

A conduta dos donos causou intenso sofrimento aos c√£es, tendo o filhote falecido por hipotermia.

Por PC/MS em 30/07/2021 às 16:06:50

A Pol√≠cia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Delegacia Especializada de Repress√£o aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista - Decat compareceu a uma casa localizada no bairro S√£o Conrado, na manh√£ de ontem (29), onde constatou haver um filhote de 5 meses, cor preta, sem ra√ßa definida, morto na garagem e um c√£o de cor branca, macho, tamanho médio, de aproximadamente um ano e meio de idade, amarrado no poste do padr√£o de energia elétrica do imóvel.

De acordo com apura√ß√£o feita pelos policiais, a situa√ß√£o se desenvolvia desde a noite anterior, pois, segundo consta, os tutores ignoraram o frio intenso da Capital e deixaram os dois animais no quintal, n√£o tendo disponibilizado mantas, roupas, cobertor, casinha forrada ou qualquer outro tipo de aparato para os c√£es se abrigarem, ficando os mesmos expostos diretamente ao vento e ao frio gélido da noite e da madrugada.

A conduta dos donos causou intenso sofrimento aos c√£es, tendo o filhote falecido por hipotermia.

Em busca realizada no local dos fatos, os Investigadores de Polícia acharam no quarto de um dos presos, 9 cartuchos .357 e três cartuchos .45, todos íntegros.

Os autores, dois homens de 27 e 23 anos de idade, foram presos e autuados em flagrante na Especializada pelos crimes de maus-tratos e posse irregular de munição de uso restrito.

O autor de 27 anos de idade, padrasto do homem de 23 anos, tinha saído da cadeia na tarde do dia anterior (28) e explicou ter ficado preso provisoriamente por 28 dias em razão de autuação em flagrante por tráfico de drogas.

Conforme procedimento padr√£o da Unidade Policial, o c√£o sobrevivente foi resgatado e juntamente com o corpo do c√£o falecido, levado para o CCZ para exames de corpo de delito.

Den√ļncias sobre crimes ambientais à Delegacia Especializada de Repress√£o aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista – Decat, podem ser feitas via email [email protected], com a possibilidade de inser√ß√£o de v√≠deos, fotos e todas as informa√ß√Ķes dispon√≠veis, garantindo-se o anonimato, desde que solicitado expressamente, devendo o denunciante atentar-se para as consequ√™ncias de den√ļncias inver√≠dicas.

Fonte: PC/MS

Comunicar erro

Coment√°rios

Stilus outro
Agosto Lilas Sidro