Abel defende Luan e diz que obrigará jogadores a celebrar segundo lugar

Por Redação em 13/02/2022 às 10:08:17

O técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, defendeu o zagueiro Luan e disse que irá fazer com que os jogadores alviverdes comemorem após o vice-campeonato mundial. O Palmeiras acabou derrotado por 2 a 1 pelo Chelsea, com o gol decisivo saindo em penalidade convertida por Havertz na prorrogação. Luan cometeu o pênalti, ao atingir a bola com a mão enquanto virava o corpo para bloquear um chute. “O Luan é grande jogador, grande homem. Um jogador que eu gosto muito, de muita qualidade. Seguramente, na Europa seria um grande zagueiro, e o é no Brasil. Não quero falar de forma individual porque não é correto. Nossos jogadores fizeram uma grande partida, que foi definida no detalhe. O jogo tem fatores que você não controle, tem fatores aleatórios. Você está de costas, a bola bate na mão, e o árbitro decide o pênalti. Nós temos que aceitar e seguir em frente, dar os parabéns ao adversário e não há muito mais com o que perder tempo. O detalhe foi exatamente esse. Um escanteio, uma segunda bola, a bola chutada bate na mão de um jogador meu, e o árbitro viu no VAR que foi pênalti. E foi pênalti. É aceitar e seguir”, disse o técnico do Palmeiras sobre o zagueiro.

O técnico garantiu que sente orgulho dos atletas palmeirenses, elogiou o zagueiro adversário Rüdiger e parabenizou o Chelsea. “Meu coração, hoje, vou curar o que estou a sangrar por dentro. Mas vou dizer isso: vou proibir meus jogadores de não comemorar o segundo lugar. Ai deles que não cheguem no hotel, não tomem cerveja, no avião. Vou ser o primeiro a obrigá-los a celebrar o segundo lugar. Sinto um orgulho tremendo do que fizemos. Um adversário muito competente, buscando os espaços entre nossos zagueiros e lateral, fizemos um jogo coletivo, é assim que vejo nossa equipe. Assim que os destaques individuais surgem, dentro do jogo coletivo, como Danilo e Dudu. Curioso é que um dos melhores jogadores do torneio foi o Rudiger, um zagueiro tremendo que não passou nada por ele, e o Thiago Silva. Mas parabéns ao Chelsea, mas não posso não valorizar o que fizemos aqui. Nosso trabalho. Mais uma vez, muito orgulho dos meus jogadores”, definiu o técnico palmeirense. Agora, a equipe se prepara para voltar ao Brasil, onde enfrenta a Ferroviária pelo Paulistão na próxima quarta, 16.

Fonte: Gazeta

Comunicar erro

Comentários

Sidro Nina Central